O BLOG De DEUS BLOG PRODUZIDO PELO PORTAL JC.com

30 setembro, 2013

DIA DA BÍBLIA E CELEBRAÇÃO PELO DIA INTERNACIONAL DO IDOSO



MISSA DO 26º DOMINGO DO TEMPO COMUM

  DIA DA BÍBLIA

 E CELEBRAÇÃO PELO DIA INTERNACIONAL DO IDOSO

IGREJA MATRIZ SÃO JOSÉ

SÃO JOSÉ DAS PALMEIRAS - PARANÁ

PADRE JOÃO RIBEIRO


CONFIRA NOSSA POSTAGEM COMPLETA (CLIQUE AQUI)

A liturgia fala da parábola do rico e do Lázaro.

Hoje, haveria muitos lugares onde poderíamos encontrar esse desamparado:

 ele está doente sem hospital, desempregado,

 é mendigo na rua, mora em cortiços,

alagados, favelas,

 é migrante sem destino, operário de salário mínimo,

 criança fora da escola, mãe solteira sem amparo,

 idoso que ninguém quer.

 

Neste “Dia da Bíblia” o Senhor quer abrir nossos ouvidos e

 nosso coração para acolher a “Palavra VIVA e eficaz”

que brota da situação sofrida dos empobrecidos,

nos desperta da alienação e da indiferença e nos indica a solidariedade

 como verdadeiro caminho da SALVAÇÃO.

PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

Mudanças...



PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

29 setembro, 2013

PORTAL SÃO JOSÉ - O MELHOR ESTA AQUI...!


PORTAL SÃO JOSÉ

UM VEICULO PARA DIVULGAR O QUE SÃO JOSÉ TEM DE MELHOR

EM BREVE TODA A REGIÃO

CONFIRA NOSSO VÍDEO


PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

28 setembro, 2013

Solidão...

SOLIDÃO

Por: Maria Helena Brito Izzo

Psicóloga e terapeuta familiar. Fonte: Revista Família Cristã



Ao longo de sua existência, cada ser humano precisa, às vezes, ficar só. Essa solidão é necessária para que a pessoa possa olhar-se, perceber-se, entender-se e estruturar-se, mesmo que estes sejam momentos difíceis e dolorosos.

 

No entanto este estar só não significa, de forma alguma, o verdadeiro sentimento de solidão, que se manifesta como uma situação muito mais sofrida e penosa, indicando que algum aspecto importante da vida não está sendo suprido satisfatoriamente, podendo trazer consequências drásticas para a saúde física e mental do indivíduo.

 

Esse estado de solidão traduz-se por um sentir-se estrangeiro no mundo, sem nenhuma identificação com ele e nenhum elo com as outras pessoas. Às vezes, isso causa uma depressão tão grande, que pode levar à loucura ou à morte, é deve-se entendê-lo não como uma situação física, mas como uma sensação psicológica.

 

Para exemplificar o que é essa sensação, pode-se imaginar a vida de uma pessoa qualquer. Suponha-se uma adolescente que é alegre, comunicativa e que nunca se sentiu sozinha, mesmo quando está a sós em seu quarto. Um dia, por exemplo, ela descobre que está grávida; não sabe o que fazer e não tem coragem de repartir seu problema com mais ninguém.

 

Mesmo cercada por seus pais, amigas e professores, ela se sente, pela primeira vez em sua vida, terrivelmente só. Seu segredo a separa das outras pessoas, e até o fato de contá-lo ou não para alguém depende de uma decisão unicamente sua. Ninguém poderá ajudá-la.

 

Certamente, esse tempo a sós é importante para que ela possa situar-se diante da nova situação. Se ela tiver confiança em si mesma e nas pessoas que a cercam, conseguirá abrir-se, repartindo seu problema e aliviando-se do peso que carrega sozinha. Se não encontrar essa confiança nem a compreensão dos outros, poderá se isolar mais, construindo uma barreira à sua volta, consolidando sua solidão.

 

Dentro dela poderá se formar um muro que a separará definitivamente das outras pessoas, modificando sua convivência com elas.

Por isso, o psicólogo clínico Olegário de Godói define a solidão como uma torre que a pessoa constrói em volta de si mesma. Só que, quando a torre fica pronta, a pessoa percebe que se esqueceu de fazer portas e janelas, vendo-se completamente isolada, incomunicável dentro dela.

 

UMA CONDIÇÃO DE TODO SER HUMANO

 

Toda pessoa é limitada por seu próprio corpo. Fisicamente, ela termina onde acaba sua pele e, durante toda sua vida, carrega a si mesma, mas não pode carregar ou conter nenhum outro. “Ontologicamente, por sua própria natureza física, o ser humano é solitário”. Entra no mundo, faz sua trajetória por ele e também o deixa completamente sozinho.

 

“Há certas situações que são vivenciadas apenas dentro de cada um, e, por maior que seja a união entre duas pessoas, há o limite do próprio corpo, que impede a interação total entre elas” — explica Dr. Olegário.

 

Ao mesmo tempo, o ser humano é também essencialmente gregário, como qualquer outro animal. À natureza fez dele um ser social, presenteando-o, dessa forma, com o recurso que lhe permite superar a solidão. Cada indivíduo, portanto, tem necessidade de se relacionar com os outros, de fazer parte de um grupo, de sentir-se unido ao todo, repartindo-se com seus semelhantes, para não cair num isolamento nocivo e destrutivo.

 

O meio que possibilita satisfazer essa necessidade humana é a comunicação, que só ocorrerá de maneira plena e verdadeira quando estiver fundamentada no amor.

 

Quanto maior a capacidade, a liberdade e as oportunidades de comunicação — de repartir sentimentos, emoções e impressões pessoais —, menos solitária a pessoa se sentirá. "O homem supera sua solidão ontológica quando vive num ambiente favorável às relações, que o deixa à vontade para trocas e diálogos. Mas, quando vive num meio adverso, que tolhe sua capacidade de comunicação, sente clara e aterradoramente sua condição existencial solitária" — diz o psicólogo.

 

Eis, portanto, o segredo capaz de abrir as portas da torre habitada pelos solitários. Porém a comunicação não constitui uma tarefa tão fácil e simples. Existem inúmeros fatores que impedem ou dificultam sua concretização, sustentando um exército de pessoas que vivem sozinhas e solitárias no mundo.

 

MEDO: A MAIOR BARREIRA

 

Muitos indivíduos fracassam na difícil e complicada missão, dada a todo ser humano, de sair de si mesmo em busca do outro. Inúmeros e diferentes motivos contribuem para que isso ocorra com frequência.

 

De um lado, busca-se a interação com alguém, que sempre se apresenta como um outro mundo, estranho, indecifrável e misterioso, do qual teme-se a aproximação. De outro, grande parte das pessoas não aprendeu a expressar seus próprios sentimentos, seu "eu" verdadeiro, escondendo-se o tempo todo de si mesmas e dos outros.

 

Às vezes, é o receptor que interpreta erroneamente a mensagem recebida e, baseando-se em seus próprios códigos, cria barreiras à comunicação. Em outras ocasiões, o emissor é quem não consegue enviar mensagens límpidas e claras, revelar suas reais intenções e fazer-se entender.

 

As crianças e os jovens, por exemplo, são naturalmente muito espontâneos em seus contatos pessoais, não colocando obstáculos à comunicação. Mas essa espontaneidade vai sendo podada com o tempo; padrões de comportamento vão sendo impostos e barreiras vão sendo construídas. O medo de se expor demais, de não ser bem aceito e compreendido, e tantos outros medos cortam a autenticidade da comunicação e atrapalham os relacionamentos, isolando as pessoas umas das outras. Pode-se até dizer que são esses medos as principais causas da solidão.

 

"Quando alguém se comunica, comunica a si mesmo" — argumenta Dr. Olegário.

"Comunicar-se, portanto, significa dar-se, revelar-se, o que constitui sempre um risco. Existe, então, muito medo de dar-se, ficando a comunicação num nível superficial, ilusório, que não tira ninguém da solidão."

 

Por isso, um indivíduo pode sentir-se solitário, mesmo que viva no meio de muitas pessoas. Quando não há profundidade nos relacionamentos e acolhimento entre as pessoas, a comunicação não as satisfaz. A proximidade física, por si só, não significa nada. É necessário construir pontes de diálogo, no qual cada um sente-se valorizado, compreendido, aceito e recebido sem interpretações distorcidas, falsas ou preconceituosas.

 

RETIRANDO UMA PEDRA...

 

A sensação de solidão não surge de uma hora para outra. Esta é uma torre construída com uma pedrinha colocada hoje, um tijolo amanhã, até que o indivíduo se percebe preso lá dentro.

Muitas vezes a torre foi construída pelos outros ou por uma circunstância, e a pessoa foi jogada lá dentro sem querer. Por isso é necessário ficar atento, destruindo a primeira pedrinha que aparecer, pois a solidão, com certeza, trará danos profundos para a vida e a saúde. A socialização, fator importante para que cada um aprenda a conviver e a confiar nos outros, nem sempre ocorre de maneira adequada, contribuindo para que se formem pessoas arredias e solitárias.

 

Muitas proibições, falta de amor e compreensão dos pais favorecem a tendência ao isolamento. Uma doença prolongada, responsabilidades assumidas muito cedo ou superproteção também podem impedir o desenvolvimento normal da socialização.

 

Existem, também, alguns indivíduos que são naturalmente mais introvertidos, e qualquer condição adversa leva-os a retraírem-se ainda mais. Esses costumam criar um mundo à parte: vivem fantasias intensas, que acreditam ser reais; apegam-se a bichinhos de estimação; comunicam-se com livros, objetos ou visões, para se defenderem de sua dolorosa solidão.

 

No entanto, deve-se evitar tal isolamento, não permitindo que os medos ganhem espaço, buscando ajuda de alguém e abrindo portas para o encontro com outros. Todos os seres humanos precisam de companhia, e não se pode ficar a vida inteira escondendo-se. Por isso, é necessário um pouco de coragem para sair do esconderijo, mostrando-se aos outros.

 

"Se não encontramos receptividade em um determinado meio, sempre haverá uma outra plateia onde seremos bem aceitos" — propõe Dr. Olegário —, "sempre haverá alguém disposto a nos ouvir, a compartilhar conosco alguns momentos e emoções verdadeiras, mas é preciso sair em sua busca."

 

"NÃO É BOM QUE O HOMEM ESTEJA SÓ"

 

Na verdade, sair sozinho de uma situação de solidão constitui uma tarefa quase impossível.

Mesmo depois de dar o primeiro passo, a pessoa solitária precisa da ajuda de uma outra, que se interesse por ela, que a trate com carinho e lhe inspire confiança. Sentindo essa mão amiga, consegue-se abandonar definitivamente a torre do isolamento. Por isso, os especialistas concordam que o amor é um fator essencial, pois só ele propicia a verdadeira comunicação, libertando as pessoas.

 

"Não é, de forma alguma, saudável viver solitário" — garante Dr. Olegário, e recomenda: "Deve-se evitar a solidão como um câncer da alma, pois o homem não foi criado para estar só. Sua condição ontológica, que o confina dentro da própria pele, faz dele uma unidade isolada, como um grão de areia. Mas o grão de areia só se realiza plenamente quando é praia".

 

Finalmente, o psicólogo aconselha algumas atitudes, que podem ser tomadas por todos, como medidas preventivas contra a solidão. A primeira delas consiste em desenvolver os talentos, a inteligência e as habilidades, alargando o próprio mundo e adquirindo elementos que permitirão entrar em contato com outros mundos. Outra é participar de grupos — políticos, religiosos, esportivos ou culturais — que tenham a ver com a própria personalidade, criando oportunidades para encontros e convivências. Além disso, buscar dentro de si mesmo alegria e espontaneidade, que, com certeza, atrairão a amizade e companhia das outras pessoas.

 

Sem dúvida, esses comportamentos constituem antídotos eficazes e uma porta sempre aberta, impedindo o isolamento. Não se pode esquecer que todo ser humano foi criado para relacionar-se com seus semelhantes, com o mundo que o rodeia e com seu Deus.

 

A solidão indica que essa importante função humana não está sendo cumprida e que uma necessidade natural não está sendo satisfeita. Por isso ela é contrária à vida, que brota, se desenvolve, floresce e se renova com a comunicação, a partilha e o amor.

Fonte: http://www.catequisar.com.br

 

PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

Quando tiver...



PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

27 setembro, 2013

Andamento de Obras e Encontro dos Idosos


AÇÕES QUE VISAM MELHORIAS E
QUALIDADE DE VIDA SÃO EXECUTADAS
EM SÃO JOSÉ DAS PALMEIRAS


CONFIRA ... LEIA MAIS ...




PALESTRA E MUITA BRINCADEIRA NO
ENCONTRO DOS IDOSOS


CONFIRA ... LEIA MAIS ...

PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

25 setembro, 2013

CAPACITAÇÃO SOBRE ERVAS MEDICINAL


LÍDERES DA PASTORAL DA CRIANÇA
DE SÃO JOSÉ DAS PALMEIRAS RECEBEM
CAPACITAÇÃO SOBRE ERVAS MEDICINAL


CONFIRA ... LEIA MAIS ...

PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

24 setembro, 2013

VIVER OU APENAS EXISTIR?

VIVER OU APENAS EXISTIR?



Tem gente que apenas existe, mas não sabe viver.

Tem gente que ri, mas o coração quer chorar.

Tem gente que chora, mas nem sempre são lágrimas de alegria.

Tem gente que corre, mas nem sempre acompanha o ritmo da caminhada.

Tem gente que olha, mas nem sempre vê a vida com bons olhos.

Tem gente que tem prazer, mas nem sempre vive o amor.

Tem gente que se recolhe, mas nem sempre é para descansar.

Tem gente que constrói a casa sobre a areia, mas logo o mar a leva.

Tem gente que conquista, mas nem sempre o que era seu.

Tem gente que agride, mas a mágoa não vai embora.

Tem gente que luta, mas nem sempre nas suas batalhas.

Mas quem busca sempre acha.

Quem espera sempre alcança.

Quem planta a semente sob a terra fértil, terá bons frutos.

Quem corre no ritmo da vida atenciosamente, alcançará a felicidade até nos pequenos detalhes.

Quem planta amor, nunca se arrependerá do passado.

Quem cai, mas consegue se erguer, esse é vencedor.

Quem enfrenta todas as batalhas de cabeça erguida, vencerá todas as guerras.

Se você perdoa um, pode ter a certeza que ganhou seu dia.

E principalmente, quem crê em Deus vencerá todo dia.

Lembre-se:

Viva o amanhã como se fosse um recomeço, do que você falhou no dia de ontem.

Acredite, espere e perceba os pequenos detalhes da vida , para que você quando se deitar, poder dizer " Eu ganhei o meu dia ".

Deus te abençoe e bom dia .!

(Mario César G. F. Junior)


PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

23 setembro, 2013

Caminhos de São José


CAMINHOS DE SÃO JOSÉ


TRABALHO SÉRIO PARA O DESENVOLVIMENTO DO MUNICÍPIO

Mostrando um pouco do que é feito na cidade sobre

DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL
READEQUAÇÃO DE ESTRADA E CONSERVAÇÃO DE SOLO
HABITAÇÃO RURAL – CRÉDITO FUNDIÁRIO

CONFIRA ... LEIA MAIS ...

ASSISTA TAMBÉM NOSSO VÍDEO

PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

21 setembro, 2013

19 setembro, 2013

A Escolha certa....

A ESCOLHA CERTA



A honestidade aflora apenas nos corações das grandes almas...

 

Reflitam!!

 

A época era de dificuldades. Os dramas humanos se multiplicavam nas estradas da china, sem que ninguém tivesse muito tempo para olhar para o lado e tentar auxiliar o vizinho.

Foi durante a guerra civil chinesa, que sucedeu ao conflito mundial da segunda guerra.

Wong e sua esposa Lee, com as quatro filhas, tinham urgência em sair de Hong Kong. Ele era um ilustre professor procurado pelas forças que oprimiam o país.

Enquanto ele tentava conseguir um meio de transporte que, por muito dinheiro, os pudesse levar para o campo, à casa de um tio, onde se poderiam ocultar, tentando salvar as próprias vidas, Lee acomodava as pequenas ao seu redor.

Ela precisava cuidar da bagagem, porque na confusão das ruas não eram poucos os que se aproveitavam para saquear os descuidados.

Precisava também atender as crianças que, um tanto assustadas, em meio à movimentação intensa, choramingavam, agarradas às suas vestes.

Num tempo que pareceu eterno, o marido chegou com um Jinriquixá, uma espécie de carrinho, puxado por um homem. Mas, enquanto ele providenciava a acomodação das malas, embrulhos e valises no pequeno transporte, um outro se aproximou.

Com certeza, vislumbrando a chance de um bom dinheiro, ofereceu-se para levar a família ao seu destino. Esperto, sabendo do preço elevado que o outro fizera, propôs um valor menor.

O professor Wong, homem prático, aceitou. Porém, Lee, a esposa, disse que não era correto deixar o homem que antes fora contratado. Afinal, ele perdera seu tempo, andara até ali puxando seu veículo e merecia respeito.

Falou de forma tão incisiva que o marido aceitou suas ponderações e lá se foram, no transporte mais caro.

A viagem não teve maiores dificuldades. Uns sustos aqui e ali, à conta de homens inescrupulosos pelo caminho, contudo, chegaram bem ao final da viagem.

Quer dizer, quase ao final. Porque o tio de Wong morava do outro lado do canal, e o Jinriquixá não ousou atravessá-lo.

Saltando do veículo, o casal dividiu a bagagem entre si e as pequerruchas, que tiveram também que carregar alguns embrulhos, apesar do pequeno tamanho, e atravessaram a ponte a pé.

Chegando à casa do tio e recebidos, com surpresa natural, começaram a se acomodar nos poucos cômodos. Depois que alimentou as filhas e as deitou para o descanso, transcorridas em torno de duas horas da chegada, Lee se deu conta que faltava uma mala.

"Meu Deus!" Gritou ela. Logo aquela em que havia escondido todo o dinheiro que haviam conseguido juntar, antes da fuga.

E agora? O coração em descompasso pôs-se a chorar, abraçada ao marido.

"Como continuar a fuga sem dinheiro? Como dar continuidade à vida, sem nada a não ser as roupas e quatro bocas famintas para alimentar?"

Enquanto se dispunha, afinal, a secar as lágrimas, erguer a cabeça e recomeçar as lutas para a sobrevivência, alguém bateu na porta.

Todos se olharam temerosos. Seriam andarilhos salteadores? Seriam guerrilheiros que haviam descoberto a fuga?

O tio, procurando demonstrar uma calma que longe estava de sentir, abriu a porta. A punição por acolher fugitivos era severa. Talvez a morte.

Mas, na porta, estava o condutor... Com a mala. Viera devolvê-la, tão logo se dera conta que fora esquecida em seu transporte.

Fizera um longo trajeto de volta, ousara atravessar a ponte, somente para entregar a uma família fugitiva, a bagagem, com todo o seu conteúdo intacto.

O tio nem esboçou atitude. Todos ficaram parados, sem reação, pelo inusitado do momento. Um gesto de honestidade em meio à confusão que vivia o país e onde muitos somente pensavam em tomar de outros, à força, o que pudessem.

Lee ajoelhou-se e agradeceu a Deus que lhe havia inspirado para fazer a viagem com aquele homem, apesar do preço mais elevado.

...............................

 

A gratidão nasce nos momentos mais inusitados e a honestidade se revela nos corações bem formados.

Mesmo em meio ao caos, o homem guarda na intimidade valores reais dos quais lança mão em momentos precisos.

Por vezes, um simples gesto pode resultar em muitas bênçãos. Como o de Lee, em manter a fidelidade ao contrato verbal acertado com um desconhecido, em um momento de angústia e quase pavor, que alcançou ressonância em outro coração, quiçá, tão perseguido e maltratado como o dela mesma.

 

Fonte: http://www.velhosabio.com.br

PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

Coisas ....



PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

18 setembro, 2013

CICATRIZES DA VIDA...

CICATRIZES DA VIDA

Num dia caloroso de verão no sul da Florida, um garoto decidiu ir nadar no lago atrás de sua casa. Saiu correndo pela porta traseira, se jogou na água e ficou nadando feliz. Sua mãe desde a casa olhava pela janela, e viu com horror o que estava acontecendo. Em seguida correu atrás de seu filho gritando o mais forte que podia. Ouvindo a mãe, o menino se tocou, olhou e foi nadando ate ela. Porém era tarde, muito tarde. A mãe conseguiu agarrar o menino pelos braços justo quando o animal agarrava suas pernas. A mulher lutava determinada, com toda a força do seu coração. O crocodilo era mais forte, mas a mãe era muito mais apaixonada e seu amor não a abandonava. Um senhor que escutou os gritos correu para o lugar com uma pistola e matou o crocodilo. O menino sobreviveu e, ainda que suas pernas tenham sofrido bastante, ele pôde voltar a caminhar.

Quando saiu do trauma, um enfermeiro lhe perguntou se ele queria mostrar as cicatrizes das suas pernas. O menino levantou o lençol e mostrou ao rapaz. Então, com grande orgulho e arregaçando as mangas ele disse: “Mas as que você deve ver são estas". Eram as marcas das unhas da sua mãe que haviam pressionado com força sua pele. “As tenho porque mamãe não me soltou e salvou minha vida".

Nós também temos cicatrizes de um passado doloroso.

Algumas foram causadas por nossos pecados, por pequenas ou grandes falhas, por desobediência, porem algumas foram das unhas de Deus que nos segurou com força para que não caíssemos. Mas lembra que se alguma vez doeu tua alma, foi porque Deus te agarrou bem forte para que não caísses.

uma verdade...



PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br


17 setembro, 2013

MORADORES SERÃO BENEFICIADOS COM POÇOS ARTESIANOS


MORADORES DO INTERIOR DE SÃO JOSÉ DAS PALMEIRAS
SERÃO BENEFICIADOS COM POÇOS ARTESIANOS


Na última sexta-feira, dia 13 de setembro,
o Vice-Prefeito, Gilberto Salvador,
acompanhado do Diretor do Meio Ambiente, Quirino Kesler,
visitaram a Comunidade São João, localizada no Interior do Município de
São José das Palmeiras, uma das comunidades beneficiadas
com a perfuração de poços artesianos.

CONFIRA ... LEIA MAIS ...

PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

ANIVERSÁRIO MARIA JOSÉ


FELIZ ANIVERSÁRIO MARIA JOSÉ


CONFIRA ... LEIA MAIS ...

PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

16 setembro, 2013

GOSTO DE GENTE ASSIM...

GOSTO DE GENTE ASSIM...

(ARTHUR DA TAVOLA)



Gosto de gente com a cabeça no lugar,

de conteúdo interno, idealismo nos olhos

e dois pés no chão da realidade.

 

Gosto de gente que ri, chora, se emociona

com um simples e-mail, um telefonema,

uma canção suave, um bom filme, um bom livro,

um gesto de carinho, um abraço, um afago.

 

Gente que ama e curte saudade, gosta de amigos,

cultiva flores, ama os animais.

Admira paisagens, poeira e chuva.

 

Gente que tem tempo para sorrir com bondade,

semear perdão, repartir ternuras, compartilhar

vivências e dar espaço para as emoções dentro

de si, emoções que fluem naturalmente

de dentro de seu ser!

 

Gente que gosta de fazer as coisas que gosta,

sem fugir de compromissos difíceis e inadiáveis,

por mais desgastantes que sejam.

 

Gente que colhe, orienta, se entende, aconselha,

busca a verdade e quer sempre aprender, mesmo que

seja de uma criança, de um pobre, de um analfabeto.

 

Gente de coração desarmado,

sem ódio e preconceitos baratos.

Com muito AMOR dentro de si.

 

Gente que erra e reconhece, cai e se levanta,

apanha e assimila os golpes, tirando lições dos

erros e fazendo redentoras suas lágrimas

e sofrimentos.

 

Gosto muito de gente assim como VOCÊ

e desconfio que é deste tipo de gente

que DEUS também gosta!

PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

12 setembro, 2013

CONTE ATÉ 10” REÚNE GRANDE PÚBLICO EM SÃO JOSÉ DAS PALMEIRAS


“CONTE ATÉ 10” REÚNE GRANDE PÚBLICO
EM SÃO JOSÉ DAS PALMEIRAS


Na noite da última quarta-feira dia 11 de setembro
foi realizado no Clube de Idosos em São José das Palmeiras
uma reunião sobre a Campanha “Conte até 10”.

CONFIRA ... LEIA MAIS ...

PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

10 setembro, 2013

RELÓGIO DO CORAÇÃO

RELÓGIO DO CORAÇÃO

(ALEXANDRE PELEGI)



Há tempos em nossa vida que contam de forma diferente.

Há semanas que duraram anos, como há anos que não contaram um dia.

 

Há paixões que foram eternas, como há amigos que passaram céleres, apesar do calendário mostrar que eles ficaram por anos em nossas agendas.

 

Há amores não realizados que deixaram olhares de meses, e beijos não dados que até hoje esperam o desfecho.

 

Há trabalhos que nos tomaram décadas de nosso tempo na terra, mas que nossa memória insiste em contá-los como semanas.

 

Há casamentos que, ao olhar para trás, mal preenchem os feriados das folhinhas.

 

Há tristezas que nos paralisaram por meses, mas que hoje, passados os dias difíceis, mal guardamos lembranças de horas.

 

Há eventos que marcaram, e que duram para sempre,

o nascimento do filho, a morte do pai, a viagem inesquecível, um sonho realizado.

Estes têm a duração que nos ensina o significado da palavra “eternidade”.

 

Já viajei para a mesma cidade uma centena de vezes, e na maioria das vezes o tempo transcorrido foi o mesmo.

 

Mas conforme meu espírito, houve viagem que não teve fim até hoje, como há percurso que nem me lembro de ter feito, tão feliz eu estava na ocasião.

 

O relógio do coração – hoje eu descubro - bate noutra frequência daquele que carrego no pulso.

 

Marca um tempo diferente, de emoções que perduram e que mostram o verdadeiro tempo da gente.

 

Por este relógio, velhice é coisa de quem não conseguiu esticar o tempo que temos no mundo.

 

É olhar as rugas e não perceber a maturidade.

É pensar antes naquilo que não foi feito, ao invés de se alegrar e sorrir com as lembranças da vida.

 

Pense nisso.

E consulte sempre o relógio do coração:

Ele te mostrará o verdadeiro tempo do mundo.

Fonte: http://www.meu.cantinho.nom.br

PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

Quando falar comigo....



PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br


09 setembro, 2013

DESFILE EM SÃO JOSÉ DAS PALMEIRAS



CENTENAS DE PESSOAS PRESTIGIAM
O TRADICIONAL DESFILE CÍVICO DE 7 DE SETEMBRO
EM SÃO JOSÉ DAS PALMEIRAS

CONFIRA ... LEIA MAIS ...

PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

LOURDES (DIDI)


LOURDES (DIDI)


MÃE

Mais um ano se passou e chegou seu aniversário,
não existem palavras suficientes para expressar o quanto a senhora é
importante em nossa vida e o quanto é imenso o carinho e
respeito que temos pela senhora.

CONFIRA ...LEIA MAIS ...

PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

Melhor amar...



PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br


06 setembro, 2013

SÃO JOSÉ DAS PALMEIRAS REALIZA DESFILE CÍVICO



SÃO JOSÉ DAS PALMEIRAS

 REALIZA DESFILE CÍVICO ALUSIVO

A COMEMORAÇÃO DO DIA 7 DE SETEMBRO

INDEPENDÊNCIA DO BRASIL

 

O município de São de São José das Palmeiras realizará

 no próximo domingo dia 08 de setembro,

 a partir das 09h30min

o Tradicional Desfile Cívico para comemorar

a Independência do Brasil.

 

O evento cívico acontecerá na Avenida José Bonifácio e

 contará com a participação de

 estudantes e professores das redes estadual e municipal de ensino,

 representantes de entidades, fanfarra do município de Entre Rios do Oeste,

 Pelotão do Projeto Curumim/Guarda Mirim de Quatro Pontes,

Banda do 15º Batalhão e

o Pelotão do 33º Batalhão do Exército de Cascavel.

 

Os cidadãos sãojoselienses estão convidados a prestigiar

 mais este momento de Civismo e

de resgate Cultural e Histórico do Brasil.

PORTAL SÃO JOSÉ
SITE E BLOGS
www.cidadesaojose.com.br

onkeydown='return checartecla(event)'